Abdominoplastia (Cirurgia do Abdômen)

Também conhecida como dermolipectomia abdominal, a abdominoplastia é uma cirurgia que remodela o abdômen por meio da retirada do excesso de pele e de gordura que se acumula abaixo do umbigo. A flacidez da região do abdômen ocorre por fatores como envelhecimento, gravidez e alterações constantes do volume de massa corporal, que ocasionam uma sobra de gordura e, principalmente, de pele.

 

A abdominoplastia não tem nenhuma relação com o emagrecimento. No entanto, pacientes que apresentam gordura localizada no abdômen podem associar a lipoaspiração neste procedimento. Ou seja, a lipoaspiração promove a retirada de gordura enquanto que a abdominoplastia corrige a flacidez e o excesso de pele.

O resultado definitivo desta cirurgia é alcançado em seis meses, período ideal para a acomodação dos tecidos e amadurecimento da cicatriz. O tempo máximo de internação do paciente é de 24 horas, variando conforme a recuperação e as orientações médicas.

 

Após o procedimento cirúrgico, o paciente tem de usar um dreno abdominal por alguns dias, que serve para drenar o líquido formado abaixo da pele, evitando seu acúmulo e facilitando a cicatrização e a recuperação.

 

Nos primeiros 15 dias após a abdominoplastia, o paciente deve evitar atividades que exigem muito esforço, além de manter uma postura curvada, o que evita tensão na cicatriz. Uma cinta elástica deve ser usada por um tempo médio de dois meses e, uma semana depois da cirurgia, são indicadas sessões de ultrassom e de drenagem linfática para evitar o acúmulo de líquido e ajudar na desinchação e na cicatrização interna.

 

O paciente ainda deve evitar exercícios físicos por um período de dois meses. É bastante comum a cicatriz da cirurgia ficar avermelhada por alguns meses. Ela tende a clarear em um prazo máximo de um ano, conforme o tipo de pele e o organismo do paciente.

 

As complicações após a abdominoplastia são raras se o procedimento for executado por um profissional especializado e capacitado e se as orientações médicas forem seguidas à risca pelo paciente. No entanto, podem ocorrer complicações como hematoma, seroma, infecção, sofrimento da pele, abertura de sutura e problemas anestésicos. Pacientes fumantes devem evitar o cigarro antes e depois da cirurgia para minimizar os riscos.

 

 

Recomendações                                                                   

 

Antes da cirurgia

- Evitar bebidas alcoólicas e alimentos pesados na véspera da cirurgia
- Qualquer medicamento para emagrecer ou diuréticos deve ser evitado pelo menos 20 dias antes do ato cirúrgico, assim como remédios à base de ácido acetilsalicílico
- Se é fumante, evitar o cigarro pelo menos 15 dias antes do procedimento cirúrgico
- Jejum de oito horas antes do horário marcado para a cirurgia
- Se eventualmente ocorrer alguma gripe ou outra indisposição, o paciente deve comunicá-la até dois dias antes da cirurgia

 

Depois da cirurgia
- Atividades que exigem esforço devem ser evitadas por 30 dias
- Andar com o tronco levemente curvado e manter passos curtos por um período de 15 dias
- Ao deitar, colocar travesseiros atrás das costas e abaixo dos joelhos para eliminar qualquer tipo de tensão sobre o abdômen
- Usar cinta elástica por um período médio de dois meses
- Evitar molhar o curativo nos primeiros dias
- Não fazer uso de remédios à base de ácido acetilsalicílico nos primeiros 20 dias
- Em pacientes obesas podem ocorrer na primeira semana a eliminação de um líquido amarelado por alguns pontos da cicatriz. Trata-se da lipólise, que não representa nenhuma complicação.

 

 

                                                                                     

Contato

Links Úteis

Georgina Business Park

Avenida Benedito Rodrigues Lisboa, 2675 - Edificio Milan Sala 111B

Jardim Vivendas - CEP 15090-370

São José do Rio Preto/SP

(17) 3363.6380 | (17) 9 9144.6267

Horário de Atendimento:

Clínica: 10h às 18h | Whatsapp: 10h às 17h

Please reload